Estado de Goiás

Cultura | XXVI Semana Cultural de Itapuranga movimenta a cidade  

A XXVI edição da Semana Cultural do Campus Itapuranga da UEG, sob a coordenação geral da coordenadora adjunta de extensão, cultura e assuntos estudantis Profa. Dra. Laís Moraes de Oliveira Porfírio, contou com uma programação variada de atividades ao longo da segunda semana no mês de junho. Neste ano, o tema do evento foi "Convivendo com culturas" e buscou retratar a condição das culturas existentes em sociedade vislumbradas numa perspectiva de integração, respeito, hibridização, multiculturalidade, com o objetivo de avançar a condição intercultural e a convivência com os outros indivíduos e grupos sociais.

Entre as atrações da Semana Cultural esteve presente a Orquestra de Violeiros de Uruana, apresentações interdisciplinares com o tema da diversidade entre povos e culturas. A cultura do diferente foi mostrada com a integração da diversidade, do "estranho" e queima de fogos. Houve também as boas vindas do diretor educacional do Campus Itapuranga, professor Dr. Valtuir Moreira da Silva, que falou da satisfação em poder, juntamente com a equipe diretiva, em nome da coordenadora do evento, Profa. Dra. Laís Moraes de Oliveira Porfírio, manter um evento tão representativo e significativo para a comunidade itapuranguense e região, apesar dos parcos recursos.

Além destas, outras apresentações abrilhantaram o evento, como a dos acadêmicos do curso de História que fizeram uma apresentação da história/confronto do indígena com o colonizador europeu no que se diz "descobrimento do Brasil". A festa continuou com o show musical de Leandra Helen, aluna do curso de Letras, que é cantora e compositora. Trouxe ao palco seus parceiros, Ana Clara da viola, também aluna de Letras e musicista; Edmilson, maestro gospel, e Alan Dias, performer e cantor. A primeira noite do evento se encerrou com a apresentação dos garotos que compõem o Grupo Soul, que fizeram uma interpretação coreográfica e performática de alguns hits do momento.

Outras apresentações Culturais:

GRUPO “BAMBOLEANÇA” - Seguindo os outros dias da Semana Cultural também se apresentaram o Grupo “Bamboleança” nasceu da vontade da escola em mostrar para crianças que brincadeiras de roda, antigas ou novas, podem ser interessantes, bem como desviar o foco das crianças dos estilos musicais contemporâneos com letras e movimentos fora da idade das alunas da escola.  Ativo desde março de 2013, realiza atividades de cantiga de roda e coreografias com bambolê, o público alvo são alunas de 06 a 10 anos da Escola Estadual José Pedro de Faria, tempo integral.

Coral de LIBRAS - Integrando os cursos de Letras e de Geografia, e divulgando o trabalho da APAE Itapuranga, o Coral de LIBRAS, coordenado pelos professores Hélia Simões e Marcelo Monteiro, fez uma apresentação envolvendo LIBRAS e vozes. Portanto, o número artístico envolveu duas línguas: a LIBRAS e o inglês.  We are the world foi a canção escolhida para celebrar a diversidade de culturas, de grupos étnicos e de pessoas que formam a mistura brasileira da inclusão social.

GRUPO DE BALLET – TURMA IV DE JAZZ - Coordenadas pela professora Fernanda, as alunas de Ballet - Turma IV – da Academia ATP Sports, fizeram uma apresentação de jazz, mostrando o swing e, ao mesmo tempo, a leveza desse ritmo, que nasceu diretamente da cultura negra estadunidense e foi muito bem incorporado na cultura brasileira. A performance artística foi realizada ao som da música I knew you were trouble, de Taylor Swift.

COMPANHIA DE TEATRO GUSTAV RITTER - A Cia de Teatro Gustav Ritter, vinculado do Instituto de Educação em Artes Professor Gustav Ritter trouxe ao palco o espetáculo “Cenas Curtas – Gargalhadas .com . O espetáculo possui alguns quadros cômicos retirados da Internet de grandes artistas que trabalham com a arte do improviso. Foram apresentadas cenas que tratam o cotidiano e todas as dificuldades num olhar engraçado e crítico ao mesmo tempo.

RITMOS DANCE – ACADEMIA PROFORMA - Os alunos da academia PROFORMA fizeram uma apresentação envolvendo Ritmos, coordenada pelo professor Bruno. O espetáculo mostrou a união da música latina, o funk e o sertanejo, com a perspectiva de se vislumbrar a hibridização de ritmos musicais que fazem parte da cultura brasileira na atualidade.

APRESENTAÇÃO CULTURAL – CURSO DE LETRAS - O tema cultural do Curso de Letras balizou o assunto abordado na semana cultural, que é o de Conviver com Culturas. O curso de Letras, com o seu tema cultural, entende que conviver com culturas perpassa a maneira de conviver com o/s outro/s, por que o ser social é cultural, heterogêneo, diverso, e a sociedade precisa perceber isso. De forma literária, a letra da canção de Chico Buarque explora o realismo vivido pela personagem Genivaldo, uma travesti que responde pelo nome de Geni. No drama performado, o eu-lírico masculino, dentro de um corpo feminino (será?) cantou, em solo, a sua narrativa de opressão vivida em sociedade. Geni, infringindo as leis morais, conservadoras, num alargamento de expressões que não nos permite decodificar/fixar o ser homem e/ou o ser mulher, acabou falando puramente de sentimentos humanos representados pela prostituição, pela submissão, pela descentralização. De forma transgressiva, a reflexão que se buscou causar partiu dos discursos hegemônicos de uma sociedade pautada no ranço moderno, traduzidos em binarismos e rigidez dos gêneros masculino e feminino. Joga Pedra na Geni foi uma forma de pensar o outro e a sua cultura de forma respeitosa pautada exclusivamente por princípios éticos e de alteridade.

APRESENTAÇÃO DO CORAL DE LIBRAS – CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - A interpretação da música “Deus e eu no sertão”, de Vitor e Léo, em LIBRAS foi realizada pelos alunos e alunas do 4º ano de Ciências Biológicas sob a orientação da professora Hélia Simões.

DESFILE COM ROUPAS FEITAS DE MATERIAL RECICLÁVEL - Os alunos do Colégio Estadual de Itapuranga, sob coordenação da professora Sibele, em parceria com o PIBID de História da UEG Itapuranga, trouxe ao palco modelos que vestiram roupas confeccionadas e customizadas com uma variedade de materiais recicláveis: saco de lixo, tampinha de garrafa, plásticos, papel, pano de saco, retalhos, cds, alumínios, latinhas etc. 

FESTIVAL DE MÚSICA – II CANTA UEG - Coordenado pelos professores Daniela Almeida, Douglas Pessoa e André Oliveira. Na primeira eliminatória do Festival de Música: II Canta UEG, foram realizadas 5 interpretações: Alisson de Sousa Santana (interpretou a música Mil Razões, de Tiago Iorc); Cleiton Tavares Lima (interpretou a música Vou deixar na cruz, de Kleber Lucas); Douglas Alves Borges (interpretou a música Passe livre, de Teodoro e Sampaio); Igor e Amana (interpretaram a música Tocando em frente, de Almir Sater) e Oseias Marcos Aleixo da Silva (interpretou a música Seu milagre, de autoria própria). 

QUADRILHA UNIVERSITÁRIA DESCONSTRUÍDA - A noite finalizou com a apresentação da quadrilha universitária deconstruída. Sob a coordenação dos professores Douglas, Nariel e Hélvio, a quadrilha universitária da UEG envolveu acadêmicos e professores dos cursos de Ciências Biológicas, Geografia, História e Letras. Neste ano, trouxe músicas tradicionais e típicas do junho. No entanto, a atração ganhou outras cores e contornos influenciada pela cultura do outro, pelos novos modos de vida na era global e digital. Nessa dimensão, qualquer indivíduo, proveniente de outra cultura, pôde se integrar e se vestir da maneira como quiser, pôde tornar-se, pôde adaptar-se, pôde, com isso, desestabilizar a rigidez de identidade e romper com os tabus tradicionais de uma sociedade conservadora, marcada pelas normatividades postas como dogmas e que sufocam aquele em condição minoritária, que não tem voz, o subalterno, o oprimido.  A ideia foi trazer as vozes do sul para dançar ao centro a mesma música e refletir sobre o relativismo cultural, a partir da inquietação sobre temas de intolerância e de preconceito com o próximo e com sua cultura em nosso mundo pós-moderno.

No intervalo das apresentações, os cerimonialistas da noite, Professores Claudio Tavares e Hélvio Frank, interagiram com o público e distribuíram brindes recebidos dos comércios locais de Itapuranga.

Há décadas a Semana Cultural de Itapuranga leva ações culturais para a população da cidade, envolvendo a comunidade local e universitária. Compreendendo a cultura como vetor de transformação social, a semana cultural contou com diversos apoios, entre eles a Coordenação de Cultura da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da UEG.

 

 

Notícia publicada em 13/06/2017
BR 153 Quadra Área, Km 99, Anápolis-Goiás